terça-feira, 27 de abril de 2010

Opinando sobre a escola de pais.nee...

No decorrer destas semanas na escola de pais.nee, já pintámos, rimos, choramos, dançamos…, mas mais importante que tudo isto é o começo e consolidação de amizades a aprendizagem e a troca de experiências. O falar dos nossos meninos especiais, faz-nos perceber que afinal, por vezes, quando nos queixamos de problemas, por vezes insignificantes, estes não são nada comparados com os das várias famílias, espalhadas pelo nosso concelho. Estas famílias merecem todo o nosso respeito e admiração por terem de ser fortes, por elas e pelas pessoas especiais que têm ao seu cuidado. E, na maioria dos casos não têm apoio necessário para ultrapassar as dificuldades.
Formanda: O.D.



O que mais me marca nesta formação é o facto de se começar a falar mais atentamente sobre estes assuntos. Estas crianças estão muitas vezes fechadas em casa e esta formação ajuda as famílias a lidar melhor com a situação e verem que os seus meninos são como são, só que são diferentes, por isso têm o direito de ter as mesmas coisas que os outros ditos normais. Os pais não devem ter vergonha dos seus meninos por isso devem traze-los para a rua, para a vida social. Viva a diferença.
Formanda: AB.S.

Do meu ponto de vista esta formação era algo que Alfândega precisava. Nesta formação além de aprendizagem temos o convívio, a socialização, a troca de ideias e experiencias e a percepção da realidade.
Formanda: M.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Centro de Atendimento e Animação Socio-Cultural

Abriu um mini Centro de Atendimento/Acompanhamento e Animação para Pessoas com Deficiência (CAAAPD)em Alfândega da Fé, numa parceria entre a LEQUE e o Munícipio.
O CAAAPD é uma resposta social, destinada a informar, orientar e apoiar as pessoas com necessidades especiais, promovendo o desenvolvimento das competências necessárias à resolução dos seus próprios problemas, bem como actividades de animação sócio-cultural.
Duas voluntárias da LEQUE estão a dinamizar actividades na Biblioteca Municipal, às quartas-feiras para crianças e jovens com NE do concelho.

Esta resposta social colmatará uma das maiores carências das famílias e das crianças com NE do distrito: A dinamização de actividades de ocupação de tempos livres e actividades de lazer adequadas às pessoas com limitações. Por outro lado, dará às famílias a oportunidade de poderem ter algum tempo para si próprias, o que até aqui não era possível, por não terem onde e com quem deixar a cargo a sua criança/jovem.

Mais um passo neste longo caminho...